Como Pesquisar o Mercado Antes de Lançar Seu Produto ou Serviço

como pesquisar o mercado

Sabe quando você tem uma ideia de produto ou serviço e fica totalmente motivado, animado, doido pra entrar em ação, começar a produzir e a vender?! Com aquele sentimento que vai dar certo e que as pessoas vão querer comprar de qualquer jeito?! Pois é, se você não souber como pesquisar o mercado, estes sentimentos, que são  normais para quem quer abrir seu próprio negócio, podem levar te levar a um início totalmente errado. Essa sua animação é justamente o que pode colocar tudo a perder. Quer saber como? Neste artigo eu mostro como você deve pesquisar o mercado, etapa crucial para a abertura, funcionamento e o crescimento do seu negócio.


Imagine que você quer viajar para uma cidade e não conhece o caminho até lá. Se você não usar um mapa ou GPS para te guiar, serão grandes as chances de você ficar perdido. E talvez, nunca chegar em seu destino.

Pois é, uma pesquisa de Mercado é como se fosse o mapa que vai dizer se a sua ideia inicial pode realmente virar um produto ou serviço rentável. Através da análise dos dados coletados, você conseguirá entender os desafios que enfrentará, qual o tamanho estimado do seu público, a melhor maneira de fazer seu produto ou serviço chegar até ele, entre outras coisas.

Veja algumas perguntas que você deve responder, antes de entrar no modo produção:

Qual o diferencial do seu serviço ou produto?

Quem é o seu público-alvo? Qual o tamanho dele? Onde ele está?

Por que eles comprariam de você e não de um concorrente?

Como é a atuação dos seus concorrentes? Quais seus pontos fortes e fracos?

Como é a disponibilidade de fornecedores?

Se você já sabe as respostas para todas essas perguntas, parabéns e já pode parar a leitura por aqui 😊
Mas, se ainda não sabe e nem tem ideia de como obter essas respostas, então continue lendo.

PLANEJANDO COMO PESQUISAR O MERCADO

publico alvo
Antes de você iniciar o planejamento da sua pesquisa, é necessário esclarecer 3 erros muito comuns que as pessoas cometem:

  • pesquisa de mercado não é apenas aplicação de questionários ou realização de entrevistas. Ela abrange muito mais do que isso.
  • a pesquisa sozinha não é suficiente para avaliar a viabilidade do seu negócio. O instrumento completo para você analisar essa viabilidade é o plano de negócios, que deve conter sua pesquisa.
  • os resultados obtidos devem ser transformados em decisões e ações práticas ou você terá perdido tempo e dinheiro

Tendo isto em mente, você deve escolher o tipo de pesquisa mais alinhada com suas necessidades (ou que caiba no seu bolso). A seguir, vamos ver um passo a passo para estruturar a sua pesquisa.

  1.  Quem é o seu Público-Alvo?
  2.  Qual o Método que você irá usar?
  3.  Qual o Tipo de Coleta de Dados?
  4.  Quem São Seus Concorrentes?
  5.  O Que Fazer Com os Resultados?

Vamos analisar cada um desses itens com mais detalhes.

____________________________________________

Você quer abrir seu próprio negócio, conquistando mais qualidade de vida e retorno financeiro, mas tem MEDO de largar seu emprego? 

Assista a Aula Online

4 Passos para Tirar sua Ideia de Negócio do Papel e Entrar em Ação 

Clique AQUI e inscreva-se GRATUITAMENTE 

____________________________________________

1) Quem é o Seu Público-Alvo?

cliente ideal
As pessoas gostam de comprar o que é oferecido especificamente para elas, ou seja, um produto é bem melhor aceito se a oferta for feita baseada no perfil da pessoa. É aí que entra o conceito da Persona. A Persona é uma representação do seu público, como se fosse o seu cliente ideal.

Ela terá todas as características que seu cliente tem: desejos, medos, objetivos, hobbies, interesses, relação familiar, faixa salarial. Quanto mais detalhes você tiver, melhor.

Sabe quando você vai comprar um presente para um ente querido e você fica pensando em como ele é, do que gosta e não gosta, para tentar escolher o presente ideal?! É esse grau de conhecimento que você deve ter do seu público-alvo, para oferecer um produto que eles desejem e que realmente vai ajudá-los a resolver seus problemas.

Conhecendo detalhadamente o perfil do seu público fica muito mais fácil oferecer uma solução criativa e inovadora, que resolve especificamente esses problemas. E muitas vezes eles nem sabem que tem um problema até encontrar um produto que se propõe a resolvê-lo.

Algumas das informações que você precisa descobrir:

Distribuição geográfica: seu público está no Brasil? Em que estado? cidade? Ou até mesmo em um bairro?
Demografia: qual é a idade, sexo, classe social, profissão, grau de instrução, religião, raça, nacionalidade e tamanho da família;
Perfil Pessoal: como é o estilo de vida, a personalidade e valores das pessoas com quem você vai se comunicar.
Perfil Comportamental: definir o quanto seu público conhece dos problemas ou necessidades que você pretende resolver, onde procuram por essas informações e como reagem a elas.

2) Qual a Pesquisa você irá usar?

pesquisar seu publico
Existem dois tipos de métodos de pesquisa: a qualitativa e a quantitativa. A sua escolha depende de vários fatores como os objetivos da pesquisa, o tipo de informação pretendida, a natureza do público-alvo, prazo e quanto você está disposto a gastar.

A pesquisa de Mercado qualitativa leva em consideração fatores subjetivos e o interesse está na identificação das percepções dos clientes sobre produtos, serviços e empresas, para que você possa apontar comportamentos e tendências do seu público-alvo.

Por exemplo, as degustações promovidas em supermercados, onde os clientes experimentam um produto novo e depois pede-se que ele responda o que achou do produto.

Esta pesquisa tem um caráter mais exploratório, focado nas percepções dos clientes, mas sem quantificá-los. Seus resultados podem ser usados para definir um problema, como por exemplo, as objeções que os clientes tem em adquirir determinado produto, podendo servir como base para uma pesquisa quantitativa mais abrangente.

A vantagem deste método é ser mais barato e rápido.

A pesquisa quantitativa é, em sua essência, um processo de medição para levantar indicadores numéricos no Mercado. Como o objetivo é quantificar, ela deve seguir critérios estatísticos rigorosos como amostragem, margem de erro, estimativa, desvio padrão etc.

Uma das pesquisas quantitativas mais conhecidas é o Censo realizado pelo IBGE.

Por ser mais complexa, demandar mais tempo e um orçamento maior, este tipo de pesquisa costuma ser realizada por empresas especializadas. Portanto, você deve avaliar se o custo-benefício vale a pena para o estágio em que se encontra o seu negócio.

3) Qual o Tipo de Coleta de Dados?

pesquisa quantitativa
Agora que você já escolheu o método a ser usado, precisa definir como vai obter os dados. Dependendo da fonte escolhida, os dados das pesquisas podem ser classificados como secundários e primários.

Os dados primários são dados que não estão disponíveis, é preciso coletá-los, realizando, por exemplo, entrevistas diretamente com o seu público, ou através das respostas obtidas em questionários enviados pela internet.

Os dados secundários são aqueles que já foram coletados por alguém e podem ser obtidos em fontes externas confiáveis e de fácil acesso. Na internet você consegue muitas informações úteis para compor sua pesquisa e para que você não fique perdido sem saber por onde começar, vou deixar aqui algumas boas referências:

1.IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística): os dados demográficos sobre a população brasileira estão todos aqui. Excelente para você identificar seu público-alvo e estimar o tamanho do mercado.

2.Portal Brasil: dados sobre o Brasil, abrangendo meio ambiente, economia, infraestrutura e ciência e tecnologia.

3.Ministério da Fazenda: leis, decretos e portarias.

4.Sebrae: reúne informações e cursos gratuitos para empreendedores iniciantes e calejados, abrangendo todos os aspectos de um negócio.

5.Reclame Aqui: ótima fonte para descobrir falhas em produtos e serviços e identificar as fraquezas de seus concorrentes.

6.Associações de classe: costumam publicar informações sobre vários aspectos do setor que você deseja atuar e que podem afetar seu negócio.

4) Quem São Seus Concorrentes?

pesquise seus concorrentes
O que vou dizer agora pode parecer um contra-senso, mas não é. Antes de você pesquisar seus prováveis concorrentes, você precisa conhecer profundamente a si mesmo e ao seu produto ou serviço.

Só assim você poderá comparar a solução que pretende oferecer com as que já existem, para saber se possui algum diferencial ou como apresentar algo melhor ou diferente daquilo que já está sendo feito.

Uma das coisas que tenho observado é que os candidatos a empreendedor costumam achar que, se existe muita concorrência em determinado nicho de Mercado, então não vale a pena investir nele. E é justamente o contrário.

Se existem concorrentes é porque existe dinheiro circulando naquele nicho. Mas se não há muitos negócios sendo abertos, são altas as chances desse segmento não ser lucrativo.

Logo, parta do princípio que você terá concorrentes. Seu objetivo será descobrir como se diferenciar da concorrência e se tornar mais competitivo, pois essa será a sua melhor chance de conquistar os clientes que eles não atendem ou atendem mal.

Algumas questões que você deve focar nas suas pesquisas:

  • Posicionamento: quem são os maiores players do seu Mercado, quem são seus concorrentes diretos e indiretos
  • Portfólio de Produtos e Serviços: o que é oferecido, qual o valor agregado, preço, qualidade
  • Atendimento: comunicação com o cliente, suporte, entrega
  • Identificação das necessidades dos clientes que não vêm sendo atendidas
  • Estratégias de marketing

Você consegue descobrir boa parte dessas informações acessando os sites, blogs e redes sociais de seus concorrentes. Acompanhe o que eles estão fazendo, os comentários que deixados pelas pessoas, assine a lista de emails deles para ficar sabendo das novidades.

Outra estratégia é você visitar as lojas físicas da concorrência, conversar com os clientes, vendedores e fornecedores. Aproveite para adquirir os produtos e serviços oferecidos. Assim você observa de perto o atendimento e entende melhor os benefícios e a experiência que oferecem a seus clientes.

Frequente os eventos das associações de classe, onde poderá conversar diretamente com os donos dos negócios concorrentes.

5) O Que Fazer Com os Resultados

analise da pesquisa
Ao término da sua Pesquisa de Mercado, você terá um conjunto de dados e informações e vai precisar analisar isso tudo. O ideal é que você componha um relatório contendo esses resultados apresentados na forma de tabelas, gráficos, comentários dos entrevistadores e entrevistados, para facilitar sua análise.

Após analisar tudo, suas conclusões devem abranger as respostas para os objetivos definidos no início da pesquisa, e definir quais serão as ações para implementar sua ideia de produto ou serviço.

Conclusão

A essa altura você deve estar se perguntando como fazer isso tudo. Achou que seria fácil colocar seu produto no Mercado, não é?! Mas não desanime ainda. Uma pesquisa bem feita pode dar insights profundos sobre o negócio que você deseja montar, economizando muito dinheiro e dor de cabeça.

E se você não tem muito dinheiro ou tempo para investir, e acha que não conseguirá realizar isso tudo sozinho, pode contratar uma empresa júnior, organização que existe dentro de faculdades, formada por alunos e que podem prestar esse tipo de serviço de forma bem mais econômica.

Também é importante lembrar que a pesquisa de Mercado, por mais importante que seja, não substitui a criatividade e o talento do empreendedor. O ideal é que você use seu feeling para tomar as melhores decisões, a partir dos resultados da pesquisa.

____________________________________________

Você quer abrir seu próprio negócio, conquistando mais qualidade de vida e retorno financeiro, mas tem MEDO de largar seu emprego? 

Assista a Aula Online

4 Passos para Tirar sua Ideia de Negócio do Papel e Entrar em Ação 

Clique AQUI e inscreva-se GRATUITAMENTE 

____________________________________________

Coach Eduardo Corrêa

Master Coach de Carreira pelo Instituto MS de Coaching de Carreira. Personal and Professional Coach pela Sociedade Brasileira de Coaching, formação certificada internacionalmente pelo BCI. Practitioner em Programação Neurolinguística pelo INAp.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *