Comportamento: O Seu Cérebro Ajuda ou Atrapalha a Sua Carreira?

mudança de comportamento

[shareaholic app="share_buttons" id="26249643"]

Você está se sentido perdido, sem saber que rumo tomar na sua vida profissional? Quer um passo a passo para planejar sua mudança de carreira de forma estruturada e segura? Baixe gratuitamente o E-Book "Como Planejar Sua Mudança de Carreira Sem Stress"

A maioria das pessoas não sabe que o seu comportamento pode  influenciar a conquista dos seus objetivos profissionais. Se você deseja sucesso na carreira, crescimento profissional, mais qualidade de vida e está se sentindo paralisado, sem saber por onde começar….comece pelo seu cérebro.

Os seus pensamentos geram suas emoções, que, por sua vez, levam a comportamentos, expressos nas suas atitudes e ações. E estas, são as responsáveis pelos seus resultados. Logo, os seus resultados dependem da maneira como você pensa e se comporta.

Se você quer resultados diferentes dos atuais, terá que mudar sua maneira de pensar. Mas como?

Primeiro você precisa entender um pouquinho como seu cérebro funciona.

Você está recebendo, a todo momento, milhares de informações através dos seus sentidos (visão, audição, paladar, tato e olfato). Se precisasse lidar racionalmente com tudo isso, na melhor das hipóteses não conseguiria focar em nada e na pior ficaria maluco.

Por isso sua mente precisa realizar uma filtragem para selecionar quais elementos da realidade serão percebidos, decidindo no que você precisa se concentrar em cada momento. Caso contrário seria impossível lidar com essa imensa quantidade de estímulos que nos cercam.

Quer um exemplo prático de como seu cérebro funciona?

Lembra quando você decidiu comprar determinado modelo de carro e a partir daí, passou a ver todos os dias  um número enorme desse carro pelas ruas? Será que todo mundo resolveu comprar o mesmo carro que você?

Ou, se você é mulher e mãe, lembra quando engravidou e passou a ver várias mulheres grávidas todos os dias? E ficou se perguntando se todas as mulheres da cidade resolveram engravidar na mesma época que você?!

Nada disso. Apenas o seu cérebro, motivado pelos seus interesses daquele momento, estava “filtrando” o que você percebia.

Até aqui, parece tudo bem, certo?

Mas, infelizmente, existe outro tipo de filtro, mais poderoso, porque ocorre de maneira inconsciente, que é formado pelas suas crenças, medos e preconceitos. Esse filtro é responsável pelo significado que você dá a determinadas situações ou o modo como reage a elas. Ele é formado ao longo de nossa vida, mas principalmente na infância.

Crenças Limitantes: onde tudo começou?

pensamento positivo

A maioria das suas crenças surgem e se instalam geralmente na 1ª infância, até cerca dos 7 anos, tanto as positivas quanto as limitantes. Acontecimentos posteriores podem ir modificando-as (não conheço nenhum adulto que ainda acredite em Papai Noel ;P ), mas algumas delas continuam vivas e presentes com a mesma emoção e significado que adquiriram no momento da sua formação.

Naquela época você era como uma esponja absorvendo, a um nível subconsciente, e aceitando todas as informações ao seu redor, sem questionar nada. Como você ainda não tinha condições de avaliar ou raciocinar sobre as experiências, também não tinha meios para saber se o que estava acreditando como verdade era bom ou não para você.

Pois bem, hoje estas crenças e programações estão regendo e moldando a sua vida, nem sempre da maneira mais produtiva.

Por isso, adultos, mesmo os mais bem-sucedidos ou com a vida afetiva estável, podem lidar mal com situações aparentemente simples, “como se fossem crianças”. Um exemplo comum disso é o medo desproporcional de falar em público que muitos profissionais possuem.

Ou o receio de não ser capaz de assumir aquele projeto desafiador que o seu gestor pediu para você tocar. Quando isso acontece, você começa a pensar em tudo o que pode dar errado no projeto, inventando desculpas para o seu chefe para não assumir aquela responsabilidade.

Ou, em uma reunião importante, em vez de você falar o que pensa, baseado na sua expertise, se cala, por medo do que vão pensar de você.

A repetição dessas pequenas situações podem vir a prejudicar sua carreira, quando seu chefe pensar em alguém para receber um aumento ou uma promoção. Ou, se a empresa trabalhar com um plano de metas agressivo, pode desencadear até sua demissão.

Como mudar esses comportamentos?

O primeiro passo é identificar as situações onde esses comportamentos aparecem e a maneira como você lida com eles. A partir daí, você precisará de persistência e disciplina, pois só assim é possível mudar um comportamento.

Vou te ensinar um exercício simples e prático para isso. Veja a figura abaixo:

Replique estas colunas em uma planilha ou folha de papel e comece a registrar as situações onde você gostaria de agir de forma diferente no trabalho. O ideal é fazer isso antes de dormir, avaliando como foi seu dia. Faça isso durante um mês. A partir do segundo mês, comece a registrar também as situações que você se comportou da maneira desejada.

Essa tabela vai ajudar a:

  • Identificar exatamente quais as situações que você se comporta de maneira que não deseja. O ideal é que você registre TODAS as situações em que isso ocorra, mesmo que se repitam. Porque assim você irá notar quais são as situações específicas onde seus comportamentos indesejados sempre aparecem.
  • Ficar mais presente e vigilante para o momento em que as situações ocorrerem. Assim, você poderá agir da maneira que deseja, em vez de apenas reagir automaticamente, como faz hoje. Aqui, você começa a tomar as rédeas da sua transformação interna.
  • Perceber a sua evolução na mudança desses comportamentos. A tendência é que, com o tempo, as situações em que você agirá da maneira desejada comecem a se tornar cada vez mais frequentes, em relação àquelas indesejadas. 

Como citei anteriormente, o maior desafio será você persistir e ter a disciplina necessária para manter a tabela atualizada. A maioria das pessoas desiste por não ver resultados aparentes logo no início do exercício. Em média, dependendo da sua dedicação, os resultados podem levar de 1 a 3 meses para surgir.

Você pode imprimir a tabela e colocar em um lugar visível. Sempre que olhar para ela, vai reforçar o seu compromisso interno de mudar. Também ajuda se você comemorar sempre que perceber a sua evolução. Isso vai te motivar a seguir em frente.

Lembre-se que você tem um potencial imenso armazenado em você, mais que suficiente para construir a vida que sempre sonhou. Mas apesar disto, pode estar se limitando por causa dessas crenças e comportamentos. Você só é capaz de fazer o que acredita ser possível. Por este motivo é tão importante sair da sua zona de conforto para expandir a sua flexibilidade de pensamento.

A boa notícia é que você pode mudar qualquer comportamento negativo ou improdutivo, removendo as camadas inúteis de medos, preconceitos e crenças limitantes, substituindo-as por uma mentalidade poderosa que vai ajudar você a construir o futuro profissional que deseja e merece.

Se você quiser ler mais sobre mudança de mentalidade, neste artigo eu ensino outras técnicas simples e práticas que também vão te ajudar muito.

Você está se sentido perdido, sem saber que rumo tomar na sua vida profissional? Quer um passo a passo para planejar sua mudança de carreira de forma estruturada e segura? Baixe gratuitamente o E-Book "Como Planejar Sua Mudança de Carreira Sem Stress"

Coach Eduardo Corrêa

Master Coach de Carreira pelo Instituto MS de Coaching de Carreira. Personal and Professional Coach pela Sociedade Brasileira de Coaching, formação certificada internacionalmente pelo BCI. Practitioner em Programação Neurolinguística pelo INAp.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *